Diário proibido

por Jean Garnier – Segundo o Código Internacional de Doenças, a ninfomania é um transtorno psiquiátrico sem razões biológicas que expliquem a sua origem. Geralmente a mulher possui esses desejos desde a infância (por doces ou brinquedos), e apesar da prática intensa de sexo, ela não transa por prazer, mas sim por vício. Esse é o caso da bela francesa Valérie Tasso, formada em gestão de empresas e que em 2003 escreveu o seu relato no bestseller Diário de uma ninfomaníaca e que foi adaptado para os cinemas no filme Diário proibido (estreia neste fim de semana).

O longa apresenta os relatos das experiências da atraente e liberal Val (Belén Fabra), que dorme com quem e quando quer. Ela sabe que desde os 15 anos o sexo não lhe dá o mínimo de prazer, é apenas uma maneira de saciar a sua compulsão. Nessa sua eterna procura para satisfazer seu infinito apetite sexual, começa a se sentir diferente das demais mulheres, e em certo ponto culpada por não almejar com o estilo de vida “marido-e-família”. Em profundas conversas com sua confidente e adorada avó (Geraldine Chaplin), recebe o conselho de amar e aceitar a si própria como é, sempre com uma forte autoconfiança.

Durante essas crises de consciência, almeja um novo emprego, o que a faz conhecer Jaime (Leonardo Sbaraglia), um rapaz bem sucedido e aparentemente um cavalheiro. O que poderia ser uma experiência romântica ideal acaba se transformando num grande tormento. Jaime tem repentinas mudanças de humor e se mostra um psicopata possessivo e violento. Depois de se divorciar, Val começa a se prostituir em um bordel de luxo, no qual volta a usar o seu corpo como uma ferramenta de dominação, e mesmo fazendo o que mais gosta, continua infeliz.

 

 

 

 

 

 

 

 

Valérie Tasso, escritora cujo relato
autobiográfico inspirou o filme

Olhando simplesmente para o título (e também o cartaz), pode parecer um pornô disfarçado, mas não é. Infelizmente, ainda vivemos numa sociedade machista, preconceituosa e cheia de tabus, o que faz Val sentir toda essa desigualdade, na qual um homem que transa com todas as mulheres é um orgulhoso “garanhão”, ao tempo em que se uma mulher tem relações com diversos homens é tida como uma “vagabunda”, como se fosse obrigada a ser uma eterna submissa. Apesar de ter exagerado um pouco na dramaticidade, o diretor espanhol Christian Molina acertou em não vulgarizar, e soube conduzir essa sincera história num drama erótico sobre os conflitos femininos, sua sexualidade e a luta para renovar os seus sentimentos.

Com a estreia de Diário e, recentemente, do interessante Confissões de uma garota de programa (dirigido por Steven Soderbergh e protagonizado pela atriz pornô Sasha Grey), fica a expectativa para o lançamento do filme nacional O doce veneno do escorpião, baseado no livro de Bruna Surfistinha, com previsão de estreia nas telonas em abril do próximo ano e com Deborah Secco no papel principal.

[ veja o trailer de Diário ]

  • http://google fernando

    o filme é muito bom eu gostei……..

    mais ela perdeu a vigidade muito cedo

  • darlene nayara

    em primeiro lugar quero parabeniza-los pelo filme, é historia vivida por muita jente pelo mundo todo. . . na verdade cada um tem sua historia seu eu verdadeiro , desde o primeiro momento que vi o nome do filme o melhor a capa ( diário proibibo ) mexeu muito comigo é quando comecei a asistir nossa me sentir dentro do filme pois minha história é quase parecida com a de val, claro que não dar pra contar assim , contando com o momento que estou escrevendo até o momento o filme não saia da minha cabeça um so instante. . . talves por que eu seja muito sonhadora pois tenho vontade de contar minha história pois vou me apresentar um pouco me chamo darlene nayara, tenho 23 anos nasci no dia 11- 12-86, do signo sagitario, sou de belém do para, tenho sonhos como qualquer outra mulher mas me considero diferente um pouco; minha historia é muito sofrida é vencedora minha vida comecou a mudar quando completei 12 anos de idade e dai não parou mas. . . se eu contasse vc iria me dizer mas vc era tão novinha é uma história baseada em muita tristeza, conquistas, mentiras, riscos e muitas outras coisas etc. . . é algo bastante parecido com a historia de val. também historia de valéria piassa polizzi autora do livro depois daquela viajem bom no momento estou escrevendo um livro espero um dia poder contar essa história a todas as jovems do mundo todo boa noite e parabéms .

    • tatiane

      bakana gostaria d saber um poko da sua história Darlene…e tbm do livro q esta escrevendo..eu tbm escrevo.. estou escrevendo um livro agora tbm..seria bakana t conhecr…moramos bem perto
      tbm sou daki de Belém do PA..bjs

  • van

    Adorei o filme uma historia muito interessante e tbm uma lição de vida
    acho q todas as mulhres deveriam ver.

  • dry

    me identifiquei muito com o filme! uma realidade para mim
    perfeito

  • Elane

    Muito bacana esse filme, uma história interessante, gostei muito

  • tasso

    é uma pornografia[

    • G

      Porquê pornografia Tasso?

      • Renato Mendes

        Dizer que esse film é pornografia é nunca ter assistidi um filme pornô, eu não vi nada de pornografia, pelo contrario mostra a realidade!!!

  • http://n marcos

    a protagonista do filme é uma moça insaciavél! ela deveria seguir os conselhos de sua avó mesmo e se amar mais e procurar ser feliz respeitando os limites de seu corpo e procurando um relacionamento sádio e estavél! gostei de conhecer o Amalgama! vou visitar sempre! um abraço!

  • elziene

    Bom fiquei meio confusa com o q o autor do filme quiz passar …. mais depois de pesquisas acho q tudo bem a sociedade critica muito a mulher e o homem nada …. mais ficou a duvida se o que ela tinha era um doença ou ela era algo comum … mais acredito que apartir do momento que vc faz algo e se arrepede, e isto se torna composivo algo esta errado.
    mais o filme e otimos nos faz pessar um pouco mais …..
    bj

  • Thaisa

    Eu me vi nesse filme…
    Tenho essa mesma compulsão, mas a minha busca é por prazer. Pelo menos é o que eu acho. Ao contrário do que o filme passa, os homens querem ficar comigo, digo, casar. Nunca me senti usada só pra sexo, por contrário, sempre acabei usando homens, ainda que sem querer.
    O dificil de tudo isso é não poder assumir e nem compartilhar com as pessoas que te conhecem, A Valerie fazia isso, eu não, porque conheço bem essa sociedade machista.
    Quem quiser conversar mais sobre, meu email é thaisamaia.rj@hotmail.com

  • Renato Mendes

    É um execelente filme, odorei muito exitante, quando casar quero uma esposa parecida com a atriz principal, rsrsrsrs.

  • Marcia

    porra o filme e muito vulga!!! e concordo com vc tasso! o filme comeca na putaria e termina na putaria.se colok pra passa no motel nao vai ter diferencaa.se colok este filme do lado dos filmes ponor pode ter certeza lindinhass nao vai ter diferenca!!!!! sem sentidooo

    • Deivid Souza

      Bom Marcia, se vc acha esse filma vulgar, pode assistir o Patati e Patata! o q acha? Na capa do filme ja diz “não recomendado para menores de 18 anos”. Nos filmes erótico o sexo é explícito, mas esse filme tem uma história para contar. o q vc acha de assistir o filme novamente e prestar atenção na história? vc vai se surpreender!

  • http://amálgama simone

    Eu creio q a marcia, provavelmente ficou com ciume.Pode ter ocorrido um fato. De um mera ciume, talvés do namorado, sei lá… pq será, eí marcia?!

  • Nivea

    Marcia, vc assistiu o filme do começo ao fim?
    Eu achei o filme mt bom. Ele tem história, começo, meio e fim, adorei! O q eu mais gostei foi a comparação da prostituição e do casamento, que a Val mostra no filme. Na verdade, pra mulher é tudo mais difícil mesmo, mas como o filme mesmo mostra no final, o importante é a mulher se descobrir e dar valor para isso, valorizar ela mesma.
    Nota 10 pro filme.

  • Dani

    Oi. Assisti o filme ontem…Achei perfeita a maneira como foi transmitida a sensibilidade e a fragilidade camuflada em uma vida desregrada e sem limites sexuais como a da Val. Uma leitura interessante daquilo que muitas mulheres vivem..mesmo sem serem garotas de programa…

  • Amanda Bastos

    Amei esse filme , ela de mais tem as mesma caracteristicas comigo .

  • João

    O filme representa a falta de controle seja do aspecto físico seja no aspecto biológico. É muito bom para um homem ter uma mulher com uma libido acima da média. Contudo em caso de patologia ocorrerá um desequilíbrio que causará conflitos seja em relacionamentos, no trabalho, assim como na “comunicação” com prórpio ego.
    Trata-se o filme de um conflito de identidade que poderia ser resumido em sintese:
    1) se a Val era ninfomaníaca poderia procurar ajuda médica e ter uma vida normal
    2) se ela não tem problema nenhum poderia ter relaxões sexuais com alguém que pudesse satisfazê-la,e não se prostituindo.
    Outras mulheres, diga-se de passagem a maioria delas, não aqui na Bahia, reclamam que seus parceiros não demoram muito no ato e não atingem na ocasião os orgasmos, nem por isso elas dão para “todos”.
    3) há nesse filme uma discussão de valores e não a apresentação de uma realide…

  • REINALDO

    o filme nos relata nua e clara a vontade de descobri o escondido, como assim muitas mulheres que assistiram ao filme descobriu algo que só ouviam falar, tipo evangelicas falo isso por que descobri o filme atravez dessa amiga evangelica, e ouvi outras mulheres relatarem que já tiveram passeiros tipo os pai de seus filhos e namorados que foram relacionamentos ruins.
    são mães solteiras. que tiveram filhos e ficava no indo e vindo com o pai de seus filhos e sempre foi angustiante sexualmente falando, e quando se libertaram desse indo e vindo e arrumaram outro passeiro ( namorado ) não tiveram coragem de se soltarem mais no sexo. e viram no filme coisas boas para fazerem em sua vida sexula.

  • leo

    quando eu assistir a primeira vez n aguentei e tive q tirar uma..kkk’ mas dpois eu resolvi assistir d forma critica e gostei muito, fiquei cm dó da Val, foi tratada cmo lixo, o pior q muitos homens sao assim msm, acham q mulher e objeto d prazer e n sabem cm trata-las, homem e foda..!

  • Elisa

    Só me resta sentir pena dessas pessoas que não entenderem o filme e se deram ao trabalho de vir aqui criticar…sem contar com os erros grosseiros de português, mas não vem ao caso.
    O filme é maravilhoso e não tem nada de pornográfico, nem mesmo nas cenas que se passam no bordel. É de uma sensibilidade que, pelo que vejo aqui, poucas pessoas conseguem perceber. Passa uma mensagem muito bonita e bacana, recomendo aos que não entendera, assistirem de novo. Parabéns a autora,atores,diretos…filme nota 10

  • joao martins

    A mensagem desse filme nao deve ser marcadas pelas imgens, mas sim pelo conteudo da historia e o sofrimento transmitido, so quem passa ou passou como eu. Sabemos o quanto e dificil vc desejar algo compussivamente e fora do normal, que te faz muito bem, porem nos deixa muito mau pela falta de conhecimentos de parceiras que não teve se quer a capacidade de tentar compreender a minha situação, ja saia jugando rotulando de tarado, louco ou diferenciado. enfim nao desanime encontrei alguem que que me compreendeu e tem os mesmos estimulos sexuais que eu estou feliz e amei o filme……

----- Consulte os arquivos do Amálgama ||| Publique ||| Contato ||| Para reproduzir nossos textos -----