Dormir por skype

por Camila Pavanelli – Homens geniais que vivem vidas geniais e formulam ideias ou criam produtos geniais costumam exercer fascínio sobre pessoas como eu e você, que produzimos apenas louça suja três vezes por dia e bolinhas infinitas nas nossas roupas ao longo dos anos. Mas nem só de homens geniais vive o gênio coletivo da humanidade: as pessoas que inventaram o ralador de queijo, o desentupidor de pia ou aquele aparelhinho que tira as bolinhas das roupas velhas não eram exatamente nenhum Copérnico, e nem por isso passaram pela existência sem deixar a sua singela marca no mundo. (Isso quem está dizendo é uma sobrevivente que ralou queijo, desentupiu pia e desbolinhou a roupa esta semana sem o auxílio de nenhum desses artefatos tecnológicos da modernidade – acreditem, eles fazem falta.)

Esses heróis do cotidiano jamais serão lembrados em nomes de ruas ou escolas; sua memória chega até nós exclusivamente através de sua obra. Isso porque, além de as ideias geniais cotidianas serem muitas, seus autores são mais numerosos ainda: eu posso até acreditar na existência de uma única nona específica que, desejando ardentemente lascas de queijo, tenha dado com o conceito de uma placa de metal pontilhada por furinhos cortantes; mas me parece bem mais provável que não só esta como inúmeras outras nonas pelo mundo tenham otimizado a ralação do queijo mais ou menos na mesma época, ainda que certamente nenhuma delas jamais tenha utilizado as palavras “queijo” e “otimização” numa mesma frase.

Mas o que, afinal, tem o queijo a ver com o skype?

Tem que o queijo ralado virou coisa pouca perto da maravilha que eu e outros milhares de heróis anônimos acabamos de inventar. Afinal, é sabido que namoro sem beijo é como macarrão sem queijo – e se às nossas avós coube solucionar o problema do macarrão solitário, à nossa geração cabe, se não otimizar a produção de beijos, que pra isso nunca ninguém precisou de ajuda, pelo menos encontrar técnicas alternativas de namoro para casais que, por estarem momentaneamente separados, não podem comer seus macarrões ao estilo Dama e Vagabundo.

Apresento-lhes, então, dicas para o bom cumprimento de uma atividade empreendida por namoros sem beijo do mundo todo:

DORMIR POR SKYPE

1) Em primeiro lugar, odeio eufemismos. Se este fosse um post sobre putaria, no título você leria transar, foder ou trepar. Adiante, pois.

2) Quem vai dormir é você e seu amado(a), não o seu computador. Ajuste os settings da bateria para que ele permaneça acordado e com a tela acesa a noite inteira.

3) Além dos eufemismos, odeio o(a). As pessoas não têm amádoas, elas têm amados e amadas. Como este é um texto baseado na minha experiência pessoal que não pretende abarcar a verdade universal da vida e dos relacionamentos humanos, seguiremos com o termo amado.

4) Um laptop é mais confortável para essa experiência, mas acredito que um computador de mesa dê conta do recado: basta equilibrar a tela e a câmera sobre a cama.

5) Analogamente, uma cama de casal funciona melhor para esse propósito, mas nada que um criado-mudo ao lado da cama de solteiro não resolva.

6) Se usar um laptop, é recomendável que ele esteja sobre um cooler.

7) Uma vez no skype com seu amado, ponha a chamada em tela inteira. Você não precisa multi-tarefar enquanto dorme; seu inconsciente fará isso por você.

8 ) Deixe a luz do abajur acesa: afinal, você pode não estar numa balada na Vila Olímpia, mas ainda assim você quer ver e ser vista.

9) De preferência, tente fazer com que os pés de ambos estejam virados para o mesmo lado (isto é, o contrário do que se vê aqui), para dar maior realismo à cena.

10) Reduza o volume dos seus alto-falantes para a metade do que estava enquanto vocês conversavam. O skype tem o desagradável inconveniente de, às vezes e sem aviso prévio, permitir a invasão das chamadas por uma horda de macacos assassinos que guincham e assoviam até acordar os pobres namorados sem beijo. É bom não facilitar.

11) O volume não deve estar tão baixo, porém, que não se ouçam as manifestações verbais e corporais do outro lado da linha. Dormir junto é sentir as ressonâncias do corpo do outro; é ouvir roncos e declarações de amor no meio da madrugada – entremeadas, eventualmente, da lembrança de que é preciso pagar a conta de luz no dia seguinte, amor, me ajuda a lembrar?

12) Pelo menos no começo, enquanto ninguém ainda estiver dormindo de fato, é bom que ambos estejam com o rosto voltado para suas respectivas câmeras, para que possam entreabrir os olhos e sentir, eba!, que o amado está mesmo aqui, olha lá a cara dele. Depois de dormir, porém, vale tudo: ter a liberdade de virar de costas para a câmera não só é permitido como inclusive é altamente recomendável para um sono que se pretende muito mais confortável do que uma solitária noite offline. Pretende-se, pois sempre existe o risco do ataque simiesco. Todo cuidado é pouco.

13) Dormir por skype é correr o risco de que a chamada caia no meio da noite. Ao primeiro que constate a queda, cabe ligar novamente para o outro; de qualquer forma, você vai ter o ônus de acordar ou ser acordado de madrugada. É chato? Sim, mas você acostuma. Afinal, se você se acostuma com o que a TV decide que você vai ver e com o que o rádio decide que você vai ouvir, por que não se acostumaria com ligações noturnas do e para o amor da sua vida?

14) Aliás, nada disso tem muito sentido se não for feito com o amor da sua vida.

15) Aliás, se ele é o amor da sua vida, o que vocês estão fazendo separados mesmo?

Pois é. Ao fim desses quinze passos rumo a uma das formas mais sofisticadas de namoro sem beijo, só nos resta concluir que o queijo ralado foi mesmo uma invenção muito mais bem-sucedida.

Mais do que isso, a solução para o namoro sem beijo – pelo menos para o meu namoro sem beijo – continua sendo aquela inventada pelas nonas das nonas das nossas nonas:

  • Daniel

    Tá tudo muito bem e bonito, mas só espero que o teu casamento seja mais descolado que o do Seu Madruga :-p

  • Pingback: Andira Medeiros

  • Pingback: Ele está aqui – Recordar, Repetir e Elaborar

  • Mary

    Aiai, namoro sem beijo e sem cheiro é mesmo tão triste. Muito válida essa técnica. É uma pena que pra mim não adianta…o amor da minha vida está há 12 horas de diferença de mim… a gente nunca tá dormindo ao mesmo tempo. Mas recomendarei a técnica por aí.

  • Marcos André

    Bem, eu e minha namorada somos o exemplo vivo de namoro a distancia da certo, vou contar minha historia de forma resumida: Conheci ela a 5 anos e de lá para ca nos vimos 5 vezes, brigamos inumeras vezes e ficamos bem inumeras vezes tambem, já demos tempo e nesse tempo ficamos 6 meses sem se falar, Ela mora em Fortaleza e eu em Salvador, hoje estamos pagando um Apto. em Fortaleza e eu vou morar lá. Ainda temos algumas brigas de vez enquando, mas hoje vejo que ela é a mulher da minha vida. ;)

  • W.

    Há 02 anos eu e meu querido mantemos nosso relacionamento exatamente como essas dicas descritas: acordamos juntos, passamos o dia todo conectados – principalmente fins de semana, dae com as cameras ligadas. Se um de nós tem que sair, deixamos tudo ligado pq assim que retornamos, podemos ver e ouvir quando estamos de volta. Fazemos nossas refeições juntos, e dormimos juntos. Sexo? também temos nosso espaço para essa intimidade sim, que, tal qual um entrosamento sexual “normal”, vem junto com a confiança que temos um no outro. E posso garantir: funciona sim.
    Claro que sentimos saudade, vontade de beijar e abraçar, mas estamos os dois em viagem de trabalho, contando os dias para estarmos juntos de verdade.
    E a gente sempre suspira: nunca estivemos tãoooo conectados com alguém como estamos um com o outro.

  • Tamires

    Oi adorei o post. Eu namoro a distância a 3 anos, somos de estados diferentes, e nao sei o que seria d nosso namoro sem o skype! nos falamos o dia inteiro. Mas essa de dormir ainda nao tentei boa dica ;-) Temos q agradecer todos os dias pela tecnologia, nao sei como nossos avós conseguiam! rsrsr

  • RM…

    Este texto demonstra uma realidade que é vivida por muitas e muitas pessoas em todo o mundo, só ainda não conhecia esta parte de dormir por Skype. Eu também tenho alguém em minha vida, uma garota que tive o privilégio de conhecer na net.
    Nos apaixonamos, já nos encontramos e nos amamos de forma que guardamos as verdadeiras conclusões somente para nós. É nítido em nossos olhos que amamos um ao outro, e tentamos assim como muitos de vocês uma forma de nos adaptarmos a distância que as vezes nos torturam tanto. Usamos o Skype também para os nossos momentos de carinhos e demonstrações de amor. Sinto uma necessidade de estar conectado com ela o tempo todo. Seja pela net ou pelo celular. Seria isto um vício ou uma doença? Bom, interpretem como quiserem interpretar. O que nós sabemos e temos a certeza; é que amamos um ao outro, nascemos um para o outro e que a distância não nos separará e nem vai tirar a esperança que há em nós, de que um dia estaremos juntos até o dia em que Deus permitir.
    Sentimos falta de inúmeras coisas também, como estas citadas pelos nossos colegas neste site.
    Mas, tudo também éh questão de querer e adaptar-se.
    E nunca devemos esquecer que nada substitui a presença física um do outro , o toque, o beijo e todas as coisas que o amor oferece.
    Porém, enquanto as oportunidades não aparecem; Procuramos sempre um jeitinho.
    Aproveitando o momento quero deixar algo bem registrado.
    AMO VOCÊ DEMAIS MEU AMOR!
    Abraços a todos.

  • http://www.facebook.com/photo.php?pid=60100&l=3e2fa65e9f&id=100001008443466Criarumanúncio sandy

    o meu amor da minha vida e brasileiro e eu amo tanto ele que eu quase aprendi a sua lingua!! (eu acho estou escrevendo bem HSUAHU) eu falo sempre com ele pelo yahoo msn :S mas e complicado sabe, algumas vezes eu acho que ele vai me a deixar pq eu ainda nao posso ir pra Brasil :S e pq moro no Equador :S e estou estudando :'( … HA! HA! nadie aqui entiende mi espaaaanol ni mi portugues barato! HSUASHUA

  • vitor

    Eu hoje tenho 44 anos e a exatos 8 anos atrás conheci uma pessoa pela net,e começamos a nos conhecer e acabou que começamos a namorar,estavamos distantes,pois ela morava no EUA e eu no Brasil,esse relacionamento durou 5 anos e hoje somos casados e vivemos juntos a 3 anos.Acho que esses relacionamentos via internet tem que se ter a cabeça no lugar e saber bem oq quer!!!

    abraços

  • A.Z.M.

    Eu já dormi com o meu namorado pelo skype várias vezes…. ele é de outro país e eu do Brasil. A gente sempre ficou o máximo de tempo possível conectado para que pudessemos sempre estar juntos… mas sempre q íamos dormir juntos ele ficava mais tempo do que eu acordado me observando e dizendo coisas lindas p mim…. é tão bom…
    Um dica que acrescento é ter uma peça de roupa do amado ou até uma carta perfumada que permite a gente ficar sentindo ainda mais perto da pessoa amada…
    O meu amado é marinheiro então a nossa situação se torna ainda mais complicada pq no mar não dá para ele ficar horas esquecidas comigo na net, exceto qdo atraca e vai correndo procurar um lugar que tenha net p ficar mais tempo comigo! O amo mto e estamos só esperando ele voltar para Portugal para eu me mudar de vez e nos casarmos… para nunca mais nos separarmos nessa vida! Temos 6 meses de namoro e nunca soube tanto q ele quem quero p mim e vice-versa!
    Bem, é isso! Desejo felicidades a todos casais que namoram à distância mas que mesmo assim fazem seus namorados mto presentes na sua vida como se estivessem de fato ao lado na cama.

  • Lola

    Às vezes pensamos que passamos por dificuldade e dores devido a distância, mas daí vemos outras pessoas com problemas em relação a isso. Dá até um pouco de esperança. Também passo por isso. O homem que eu amo mora no extremo leste brasileiro e eu no extremo oeste. Além disso ainda tem a distância religiosa. Ele é católico e eu evangélica. Temos convicções diferentes, estamos tão longe mas tenho certeza do que sinto e ele também demonstra isso. Essa idéia do skype é legal. Nós costumamos assistir filmes pelo skype. Baixamos na net, colocamos a tela dividida entre a tela do filme e a do skype daí assistimos. Tem horas que é difícil até de conter as lágrimas (como agora). Às vezes a esperança diminui e penso que nunca vamos sequer nos ver pessoalmente, nos tocar, pegar na mão, sentir o cheiro um do outro, olhar nos olhos bem de pertinho, passar a mão no cabelo, enfim, essas coisinhas tão simples e que quem não tem valoriza tanto. Não sei se o skype, msn, e-mail etc diminuem a saudade e a distância ou só aumentam a tristeza por não podermos estar juntos. Não sei até quando isso vai durar, mas que é triste a distância é.

  • Marcos André

    Tenho recebido por e-mail depoimento de todos vocês, mesmo acreditando que meu relacionamento a distância, irá dar certo, me sinto mais confiante ao ver que existe tantas outras pessoas na mesma situação que eu, e quero passar essa mesma confiança para tantas outras pessoas, Muitas pessoas ao nosso redor falam muitas coisas, que nos faz até desanimar, mas se vocês acreditam e confiam na pessoa que vocês gostam invista mesmo neste relacionamento.

    Sucesso para todos vocês.

  • Lucas Rezende

    Namoro uma garota Argentina, tenho 21 e ela 19 anos, estamos longe um do outro, os sentimentos causados por essa distancia AUMENTAM a cada dia, faltam exatamente 8 dias para eu a veja (estou muito nervoso e ansioso), n da pra contar tudo aqui, mas só quero dizer que pra quem sofre pelo amor á distancia que os mesmos são de muito valor e artigo de luxo hoje em dia, são valorosos porque sabem cultivar esse amor, que a distancia separa com crueldade. A distancia pode até impedir um beijo, um abraço, o cheiro de quem se ama, mas não impede esse sentimento mais forte que a bomba atomica: o AMOR !

----- Consulte os arquivos do Amálgama ||| Publique ||| Contato ||| Para reproduzir nossos textos -----